ptenes

Blog

Dicas!!

  • Converse com sua família o quanto AMAMENTAR é importante para você,
  • Conscientize-os para que na 1 oportunidade alguém não apareça com uma chuquinha de NAN!
  • Tome 10 a 15 minutos de sol nas mamas (nos horários seguros) pelo menos 3 vezes na semana, durante a gestação e enquanto estiver amamentando! Essa é a maior arma para prevenir as temidas fissuras;

 

Dia a dia da amamentação:

  • Beba 3 a 4 litros de água (e sucos naturais) por dia, deixe garrafas d"água espalhadas pela casa para facilitar seu acesso;
  • Coma alimentos saudáveis, integrais, caseiros,
  • Faça pelo menos 6 refeições por dia;
  • Evite EXCESSO de lactose: online casino canada canjicas, chocolates, cremes à base de leite, doces de leite;
  • Exclusão de lactose só é necessária para mães de bebês que têm intolerância ou alergia;
  • Evite alimentos possivelmente alergênicos e alimentos ricos em aditivos químicos: chocolate, amendoim, refrigerantes, camarão e industrializados em geral.

 

SUCESSO!! e aproveitem ao máximo este momento único na vida de uma mulher.

Breastfeeding_a_baby

Comentar (0 Comentários)

Por que algumas crianças comem de tudo e outras são altamente seletivas? Por que algumas comem verduras, frutas, arroz integral, enquanto outras alimentam-se basicamente de macarrão, frango empanado e batatas fritas? Se você, como eu, toma decisões diariamente a respeito da alimentação dos seus filhos, preste atenção nessas dicas:
- Durante a gestação, alimente-se bem,
O bebê engole líquido amniótico diariamente. Vários autores sugerem que o sabor desse líquido muda de acordo com a alimentação materna. Evite “porcarias” e varie o cardápio.
- Amamente seu bebê, de preferência, até os seis meses de vida,
exclusivamente e, de maneira complementar, enquanto puder. Neste período, alimente-se da maneira mais saudável possível. O leite materno varia de sabor conforme a alimentação da mãe, e isso influencia as preferências alimentares da criança. Bebês que mamam no peito aceitam melhor a alimentação complementar, porque já estão habituados à diversos sabores.
- Introduza a alimentação complementar do bebê corretamente.
Gradativamente, ofereça frutas, sucos naturais sem açúcar, água, legumes, verduras cozidas, carne, ovo. Jamais dê açúcar, chocolates, gelatinas, doces, biscoitos com açúcar e petiscos à crianças pequenas (até 2 aninhos).
- Entre 1 ano e meio a 3 anos,
a criança passa por uma série de transformações, deixando de ser bebê. Neste período, elas querem ter voz ativa, começam a fazer escolhas próprias e medem forças com os pais. Alguns autores chamam essa fase de “mini-adolescência”. Mantenha-se firme, aja naturalmente, ofereça os alimentos habituais. Se ela fizer birra, mantenha a calma, retire o prato e ofereça-o normalmente algum tempo depois.
- Ao sair para passear com a família,
leve sempre um lanchinho saudável para a criança pequena. Não fique com pena, pensando que o “coitadinho” irá sentir falta daquela pizza de bacon. Ele nunca comeu bacon e isso não faz a menor falta a ele!
- JAMAIS, JAMAIS e JAMAIS
pingue gotas de refrigerante na boquinha da criança.
- Não faça dos momentos de refeição uma “praça de guerra”.
Esse deve ser um momento de paz e comunhão entre a família.
Converse com sua família, babás e cozinheiras a esse respeito.
TODOS DEVEM AGIR DA MESMA MANEIRA.
- Não delegue a responsabilidade da ESCOLHA
dos alimentos que seu filho irá consumir à terceiros (empregados, babás, avós, tios, entre outros). A não ser por força maior, PAPAI E MAMÃE SÃO RESPONSÁVEIS PELA EDUCAÇÃO DOS FILHOS, ISSO INCLUI EDUCAÇÃO ALIMENTAR, é sério e tem conseqüências para toda a vida. Mesmo com a vida atribulada que TODOS NÓS TEMOS, mantenha o controle da sua casa.
- Não se esqueça:
só consideramos que uma criança não gosta de um determinado alimento depois que o oferecemos a ela 10 vezes, em momentos diferentes e com apresentações diferentes. Não se precipite!
- Os adultos TÊM QUE SER EXEMPLO!
Eles estão DE OLHO em nós.   d2536-1 Comentar (1 Comentário)

Siga essas 4 regras que ele vai aumentar: 1º Amamente em livre demanda: quanto mais o bebê sugar e sugar mais leite você produzirá! 2º Beba 4 litros de água por dia. Coloque duas garrafas de 2 litros na geladeira e ACABE COM ELAS ao longo do dia! Vale sucos naturais e chás "calmantes" (camomila, erva doce, etc). Não vale refrigerantes, bebidas alcoólicas, chás estimulantes (chá verde, mate, etc). 3º DESCANSE!!! Tenha uma pessoa de confiança para cuidar do bebê nos intervalos das mamadas e DURMA. 4º RELAXE! Você sempre teve e sempre terá problemas para resolver! Não perca a chance de curtir seu bebê e dar a ele o melhor alimento do mundo porque tá passando raiva com o marido, com a empregada... VOCÊ NÃO MERECE ISSO! Foca no seu filho e deixa o resto para depois. Você vai ter a vida toda pra se preocupar com a casa, com seu trabalho, com os email's pra responder. Mas o tempo que poderá se dedicar exclusivamente ao seu bebê e amamentá-lo NUNCA MAIS voltará. DSC_4953 Comentar (0 Comentários)

A maior parte dos pais das crianças que atendo no consultório têm o mesmo objetivo: gostariam que os filhos vivessem de maneira mais saudável. Estão conscientes que precisam mudar o estilo de vida familiar, no entanto, perdem-se dentro de uma realidade já estabelecida às vezes ao longo de anos. De maneira geral, a grande maioria dos lares hoje precisa de ajustes, pensando nisso, algumas dicas práticas: - Converse com sua família sobre a necessidade de, gradativamente, mudarem seus hábitos. As crianças têm uma capacidade de compreensão e percepção muito maior que imaginamos.- Criança precisa ter horários! Organize a rotina da casa, hora do banho, de comer, brincar, estudar, dormir. - Criança precisa dormir cedo! Isso evita uma série de transtornos, previne doenças, e diminui a necessidade de “beliscar” à noite. - Mantenha alimentos saudáveis ao alcance dos olhos dos seus filhos. - Faça uma reforma na despensa e geladeira. Jogue o “lixo” fora, não traga para casa, alimentos que sabidamente fazem mal como, biscoitos tipo chips, recheados, balas, chicletes, chocolates, molhos industrializados, açúcar refinado, gelatinas coloridas artificialmente, entre outros. - Exclua o refrigerante da vida da sua família. Além de não trazer nenhum benefício à saúde, essa bebida possui inúmeros aditivos químicos como o temido ácido fosfórico que “rouba” nutrientes do organismo e pode levar a várias doenças. - Evite, ao máximo, alimentos embutidos e processados como, salsicha, salame, presunto, linguiça, bacon, nuggets.- Evite, ao máximo, caldos e temperos industrializados.- Substitua pelo menos, alguns dias da semana, o arroz branco pelo integral. - Prefira sucos naturais, pré-prepare algumas frutas, por exemplo, manga picadinha congelada em pequenas porções, maracujá batido com pouca água e congelado em forminhas de gelo, entre outras.- Evite adicionar açúcar nas bebidas e quando for necessário, prefira o mascavo. - Substitua o sal refinado pelo sal marinho integral, de preferência enriquecido com ervas e outros nutrientes. - Estabeleça o dia da farra! Combinem um dia na semana (sugiro o domingo) para que as crianças escolham algo diferente que queiram comer. De preferência, façam essa refeição fora de casa ou comprem apenas a quantidade que será consumida nesse dia para evitar sobras.- Acredite, dá para criar receitas saudáveis e deliciosas, como pizzas, bolos, vitaminas, usando ingredientes naturais e nutritivos. - Se for possível, procure fazer pelo menos uma refeição ao dia em família. Sentem-se à mesa, conversem, compartilhem seus sentimentos. - Jamais force a criança a comer ou estabeleça uma relação de chantagem com o alimento. Não vai ser pelo uso da força ou de ameaças que ela desenvolverá o gosto por alimentar-se bem, ao contrário. - Alimentação é questão de hábito. Comece aos poucos, mas comece! - Sobretudo, seja o exemplo! Talvez hoje tudo isso pareça um grande desafio. Porém, quando abrimos a mente e o coração,nos conscientizamos que, se queremos viver com saúde, mais do que isso, se não queremos ver nossos filhos ainda jovens hipertensos, obesos, diabéticos e com várias outras doenças, precisamos tomar certas decisões agora. Não dá para continuar com a despensa repleta de verdadeiras porcarias e querer saúde, isso é utopia! Não se trata de  “bronca de nutricionista”, mas da preocupação de alguém que deseja que no futuro, seus filhos continuem saudáveis, em casa, estudando, brincando. Um dia, todos nós sentiremos na pele as consequências das decisões tomadas hoje. E pior, ou melhor, nossos filhos colherão os frutos plantados por nós. Um abraço e até a próxima! Happy_Family_Photo Comentar (1 Comentário)

Quando entramos em um supermercado ou hortifruti, somos induzidos a comprar aquilo que enche nossos olhos, lotamos o carrinho de legumes e verduras que aparentemente estão lindos, cheirosos, prontos para serem saboreados! Porém, muitas vezes, nos decepcionamos depois, as frutas estão menos saborosas, os vegetais estão duros... É possível minimizar esses problemas, optando pelos alimentos da época, que geralmente têm maior qualidade, sabor, disponibilidade e menor preço. Em fevereiro, sempre que possível, opte por: Frutas: Abacate, Ameixa, Amêndoa, Carambola, Coco verde, Figo,  Pinha, Goiaba, Jaca,  Laranja, Maçã, Pêra nacional, Pêssego, Seriguela, Uva (Itália e Rubi) Legumes e Verduras: Abóbora, Berinjela,  Cebola, Pepino, Pimenta Cambuci, Pimentão vermelho, Quiabo,  Tomate caqui, Milho verde Pescados: Badejo, Manjuba, Meca, Merluza, Mexilhão, Olhete, Palombeta, Traira.   frutas3 Comentar (0 Comentários)

Uma das perguntas que mais ouço no consultório é: Quais alimentos soltam e prendem o intestino?  Bem, como sempre digo a vocês, DEPENDE! Cada organismo é um e responde diferentemente aos alimentos, para algumas pessoas suco de laranja é laxante, mas para outras, constipante. Mas, para facilitar a vida de minhas mamães, crianças e gestantes, fiz essa listinha abaixo, com os alimentos que, de maneira geral, atuam como laxantes ou constipantes. Tome nota, cole na porta da geladeira, deixe suas dúvidas e sugestões para próximos post´s nos comentários.
  • Alimentos constipantes:
Frutas: banana maçã, banana prata, goiaba, jabuticaba (sem casca), melão, pêra (sem casca), caju, maçã (sem casca), suco de limão (de preferência sem açúcar). Legumes e verduras: Batata inglesa, cará, chuchu, cenoura (cozida), beterraba (cozida), batata baroa, fécula de batata. Cereais, farinhas: Arroz, polvilho, amido de milho, farinha de mandioca, trigo refinado. Outros: Pães, biscoitos de sal, biscoitinhos de Polvilho.
  •  Alimentos laxantes:
Frutas: mamão, laranja, água de coco, kiwi, manga, pêra com casca, maçã com casca, abacaxi, uva, abacate, manga, ameixa seca (de preferência cozida ou de molho por algumas horas em água filtrada, pode consumir a fruta picadinha e a água, aos poucos). Legumes e verduras: couve, rúcula, espinafre, taioba, cenoura e beterraba cruas, abóbora, broto de feijão, broto de alfafa. Laticínios: iogurtes, leites fermentados. Cereais integrais e sementes: arroz, aveia(o farelo é melhor), milho, trigo, sementes de chia, quinoa real em flocos. Óleos:  azeite, óleo de coco.

Um abraço! Espero vocês aqui no blog, na fan-page e no instagram!!! 

  19650368_ad5e5c496e_o Comentar (3 Comentários)
Fique bem informada!
Assine nossa lista gratuita

A gente se encontra por aqui e pela vida, sempre!

Newsletter

Informe seu email para receber informações gratuitamente.